quinta-feira, 25 de junho de 2015

MINHAS VERDADES

Quando o medo amofina esperança.
Faço me lembrar, de tudo que vivi,
E dentre a estrutura, temperança.
Uma tranqüilidade, pois o tempo ri.

Ainda tenho, um sonho a realizar.
Contudo, jamais devo, esmorecer.
Pois sei, que meu mundo vai girar,
Sonhada a vez, eternamente vencer.

Labores, desenharam meus passos.
Jamais esqueço,eterna origem.
Sensações, acerto,compasso.
Descanso agora, jamais afligem.

Em tempo lutei, por verdades.
Ilimitado espaço, porém senti...
E delas, vendavais,prosperidades.
Que incrivelmente, eu já vivi.


Nenhum comentário: