quarta-feira, 24 de junho de 2015

PLATÔNICO

Como sol do meio dia
Tua imagem no portão.
Ai então, que bom seria!
Resvalar teu coração.

E se bem conheço.
O que é final feliz.
Faz mudar meu endereço.
Teu jardim com chafariz.

Eu bem, que tudo sei.
Que tudo espero, em vão.
Pois, tu tens porte de rei.
Abala qualquer coração.

Quando te vejo na rua.
O dia parece brincar.
O sol me desenha a lua.
Estrelas vêm cintilar.

Quando vem rindo teu riso.
Colar um beijo no meu rosto.
Tão perfeito e preciso...
Teu perfume, teu bom gosto.

Se tudo se pode, Se ama.
De um jeito secular...
Amor platônico em chama.
Que jamais vai apagar.




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário