quinta-feira, 25 de junho de 2015

SONHO SUSPENSO


Ancestral endereço levando á uma cidade.
Acordando o passado, a comoção dizendo.
Enquanto coração suportou, tanta saudade.
Sopraram as nuvens, novamente refazendo.

Executando ainda, aquelas doces melodias.
Estorvando uma tristeza, banida doravante.
Cultivando um amor, em floridas alegrias.
Erradicando sofrimento, o bendito instante!

Angariando a permissividade, contra mão.
Um retornado tempo, ainda tão propenso.
Mantendo aquelas alegrias, dentre coração.
Baixando um sonho, tão livre, e suspenso.

Retomadas lembranças, dentre a memória.
Olhando tua imagem, num motivo qualquer.
Permaneço eu, e lendo uma mesma história.
Apaixonada inteiramente, tua presença requer.

Nenhum comentário: