quinta-feira, 25 de junho de 2015

RESPOSTAS

O tempo, livremente voando leve.
Enquanto recolhe, tudo devagar...
Lentamente, mas, calhando breve.
Esticando a vida, para caminhar.

Respostas e perguntas, misturadas.
Quando, indissolúvel interpelação.
Soluções, frequentemente jogadas.
Recaindo livres, dentre minha mão.

Página de resposta, recebida agora.
Caindo e convidando, para refletir...
Sou a mesma então Ou fui embora?
Agora nem sabendo, por onde devo ir.

Fazendo novas perguntas, então.
Inúmeras resposta, a me procurar.
Receando ignorar, esse de antemão.
Quais delas vêm, para me ensinar.


Nenhum comentário: