quarta-feira, 17 de junho de 2015

VASSALAGEM


Cativada,face ao encanto, deveras.
Minha vida, dedicações extremas.
Tais flores, externadas primaveras.
Desmistificam, as bases,os esquemas.

Tez enluarada, qual elegância rara.
Sintetizando, um rosto apoucado.
Cortesmente, sempre a mim declara.
Pensamentos raros, tão inusitados.

Em mim passeia, quando tais cenas.
Conversando comigo,e novamente.
Passividades, como chuvas serenas.
Mantendo presa, livre fielmente.

Transparência, e cortês artesanato.
Tratamento doce, termo esmerado.
Quando, em meu pensamento nato.
Tez de fruto maduro, e aveludado.

Azul celeste, sobrancelhas emoldura.
Centralizando, um lindo olhar ligeiro.
Presa em liberdade, dessa envoltura.
Subordinação, amor tão verdadeiro.


Nenhum comentário: