quinta-feira, 25 de junho de 2015

VERSO

Amor penso eu, sem pensar.
Anda campeando corações.
Mesmo porque, tenta encontrar.
Um meio de banir, as ilusões.

Amor, coisa rara, crédulo, á quem.
Esteja lapidado, dentro da emoção.
Ama, o que os olhos, não vêem.
Mas, cresce dentro, do coração.

Amor um tema já gasto...
Dizem pessoas de tão má fé.
Quando amo, sozinha me basto.
O amor me enche de fé...

Quando saio, olhando estrelas.
Faço do céu, o meu cinema.
A cada suspiro, ao vê-las.
Vira um verso,de um poema
                                                          

Nenhum comentário:

Postar um comentário