quarta-feira, 1 de julho de 2015

AMOR PERDIDO

Uma simetria ,o composto toque.
Dentre ,uma promissora manhã.
Singular beleza ,dando enfoque.
Enquanto corpo leve, e alma sã.

Uma luz, ascendente tão brilhante.
Iluminando, o cerne de minha vida.
Brisa leve , uma cortina rutilante.
Chegando, acendendo dia,convida.

A incerteza, uma certeza sem igual.
Porém, assegurada alegria, tu tens.
Como valsa, incidindo salão imperial.
Tocando uma partitura,fintando bens.

Bens consumados, mais populares.
Quando corpo, e alma enriquecem.
Contudo alma ,levemente pelos ares.
Espasmos passados,estes esquecem.


Nenhum comentário: