terça-feira, 21 de julho de 2015

AO TEMPO

Obrigada, ao tempo, tão generoso.
Até então, dada a oportunidade.
Tempo inovado, tempo cuidadoso.
Sempre ensina, além da capacidade.

Talvez, ignoramos fatos, gritantes.
Ao deparar com estes, abismamos.
Mas, quase, em todos os instantes...
Os sonhos, mais lindos abordamos.

Então, as nossas flores parecidas.
Com as mais belas, da jardinagem...
Porém, se em sonhos emurchecidas.
Replantadas, nessa longa viagem.

Assim, chegar um dia, a pretensão.
Levando um coração, desafogado.
Generosidade do tempo, a redenção.
A reconstruir, sempre novo legado.

Qualquer alma, em paz sonhada.
Contemplará outras visões...
Daquela semente, longe plantada.
Abrolhando livre de altercações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário