quarta-feira, 1 de julho de 2015

BENDITO SOIS

Bendito sois, dentre secreto elegante.
Saltando em ondas, beijando areia.
 Mirando extremos, visitado constante.
Ancestre encantado, indo serpenteia.

Bendito sois, delicado Universo Criador.
Engenharias perfeitas, da reciprocidade.
Volvendo interligamentos, contido amor.
Suprimento calçando, nobre saciedade!

Bendito sois, a  acuidade ascendente.
Exponentes vos fazendo, ver e sentir.
Ritmo cadenciado, pulcro recorrente.
Concessão intercalando, também servir.

Bendito sois, quando águas correntes.
Enquanto esticando, rumando ao mar.
Vigiados extremos, cuidados presentes.
Zeladas vidas, insinuando um perpetuar.



Nenhum comentário: