quarta-feira, 1 de julho de 2015

BENDITO SOIS

Bendito sois, em segredo garrido.
Salta em ondas, beija areia.
 Mira imensa, alveja o sentido.
Ancestre encanto, serpenteia.

Bendito sois, Universo Criador.
Engenharias da reciprocidade.
Giram interligadas ao amor...
Suprimento...Saciedade!

Bendito sois,em finura ascendente.
Expostas, vos fazem sentir.
Em ritmo cadenciado recorrente.
Concessão a servir.

Bendito sois, em águas correntes.
Que esticam, rumo ao mar.
Vigiares extremos presentes.
Extinguem  para perpetuar.

Bendito sois, e calado revidas.
Proteção  singular.
Espécimes de vidas.
Cabal junção perpetuar.

Bendito sois, em braços abertos.
O horizonte como fronteira.
Sagrar continentes, desertos,
Existência inteira.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário