sexta-feira, 17 de julho de 2015

COMPLETAMENTE


Saudade, me destes e quanta!
Dentre, tantos presentes, teus.
E nenhuma lembrança suplanta.
Inverdade dizendo adeus...
 
Dentre entendimento,pois.
Ao teu ver,fui sempre o erro.
Transitado, entre nós dois.
Provocando o cruel desterro.
 
Revirando minhas gavetas.
Jamais encontro solução.
Riscados versos e operetas.
Intrigante e viva aversão.
 
Aos teus olhos,entreguei.
Um mergulho de verdade.
E dentre as coisas, que amei.
Completamente, as saudades.
 
 

Nenhum comentário: