sábado, 18 de julho de 2015

EXEMPLARES


O expoente regido pelo maior astro.
A contemplar qualquer significado.
Perambula, fazendo fortes rastros.
E o caminho do tempo, todo marcado.
 
As lunetas límpidas, de contemplações.
Vencidas, sob um grau ascendente.
Quando visualizadas inspirações.
Dentre ponteiros, do tempo, recorrentes.
 
A esperança um leme, ás vezes, agitado.
Em turbulência vivaz, forte e voraz.
Porém, “o grande” caminha do lado.
Doutrinada maneira, como apraz.
 
Tantas respostas, procuradas perguntas.
Como no tempo, um vocábulo parado.
Logo depois, se completam juntas.
Luz da existência, caminho acirrado.
 
Exemplares, quando as vidas destinam.
Copiados sentimentos, vibram e atroam.
Iguais, todos, em sentimento combinam.
Alegram, completam, e também magoam.
 
Conclusões delimitam, sempre um bem.
De antemão, trocar de lugar, e sentirem.
Assim julgados, sempre, antes de alguém.
Replicadas perguntas,sem ressentirem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário