sábado, 18 de julho de 2015

IRRELEVANTE


Tosca sensação estranha!
Parece nuvem de poluição.
Uma multidão tamanha.
Perdida, sem consolação.

Qual a espécie predominante?
Difícil de entender...
Uma epopeia ambulante.
Vendo a vida fenecer.

Como podemos viver...
Assim, civilizados.
Vendo o outro morrer.
Perdidos, desabrigados.

Quem sabe, a fome espera.
A vida melhorar...
Faz do ventre cratera.
Insanidade a delirar.

Porém, irrelevante.
Aleivosa concepção...
Assim, como praticante.
Da melhor religião.


Nenhum comentário: