quarta-feira, 1 de julho de 2015

TEMPO

 O tempo, uma circunferência.
 Quando, circundando ao redor.
Pontuando,e em ambivalência.
 Ensinando ser, cada dia melhor.

Amando como no tempo, convém.
Dentro dele, uma vida amparada.
 Uma jovialidade, abrolhando bem.
Em sequência, da perene jornada.

Assim o descobrindo, duradouro.
 Quando aprendiz,a todo momento.
Fazendo da alma, um ancoradouro.
 Daquele mais nobre,o sentimento.

Acrescentado assim, um sentido.
 Angariando as chances, inovando.
Sentindo num caminho percorrido.
Todo bem possível, programando.

E o tempo, contudo amadurece.
Tornando, todo fruto adocicado.
Jamais,o  fruto cuidado apodrece.
Enquanto o percurso, apropriado.

Nenhum comentário: