sábado, 18 de julho de 2015

SONHO INQUIETADOR


Alinhavada esperança minha.
Da qual eu tanto falo...
Sabia que ela vinha.
Dentre lamúrias e embalo.

Construída ponte concreta.
Desse sonho inquietador.
A esperança e sua seta.
Atingindo grande amor.

Sinuosa curva ,que esconde.
A chegada do meu sonho.
Colocado, não sei onde.
Linhas retas,eu componho.

Preciso chorar a tristeza.
As lágrimas fogem,porém.
Só me falam de beleza.
Então pressinto,tudo bem.

Esperança bem costurada.
Dentro de meu coração.
Da tristeza fiz um nada.
Do amor,um mutirão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário