quinta-feira, 20 de agosto de 2015

ESSENCIAIS MOTIVOS

A esperança e os genes, motivos leais.
Jazem percorrendo, pela vida afora.
A esperança tem a cor, nítida dos demais.
Motivos para lembrar, hoje e outrora.

Hoje os essenciais, já os seguidores.
A vida quando multiplicada...
Em sementes que abrolham flores.
Assim, como antes, sempre doutrinada.

O abraço tem o porte, de uma emoção.
Que guardamos, em bem querer.
Com reservas em precisão.
Essenciais motivos, razões fortalecer.

A razão maior tem uma cor peculiar.
Vem do requinte amigo...
Do calor familiar.
Assim premeditado, a veia do abrigo.

Os dias contamos, entre riso e dor.
Demandam a vontade, protegem a casualidade...
Porém letras visíveis escrevem com amor.
A almejar felicidades.

E pelo fato, de um presente, presenteado.
Respondendo as perguntas lineares do viver.
Tão presente, no presente, vivo no passado.
Linha de felicidade, recorrente a jazer.



Nenhum comentário:

Postar um comentário