sábado, 26 de setembro de 2015

ENGENHARIA PERFEITA

Passeia livre, convidando a apreciar.
Uma engenharia perfeita, dentre...
Outras constituições, á sequenciar.
 Do planeta Terra, o cerne, o ventre.

Perfeitas bactérias benevolentes, pois.
Cabe-nos, uma sentença equilibrada.
Para uma resposta livre, logo depois...
Contorna a engrenagem, condicionada.

À tarde, sempre cogita, dia conseqüente.
Dando passagem, inovada convocação.
Englobado á vida, de todo existente.
Engenharia perfeita, em consumação.

Embora, em observância e extasiada.
Sem um pretensioso, questionamento.
Amo, o que me serve, assim resguardada.
Sendo assim parte,do misterioso invento.

Acontecimento, de belezas exuberantes.
Que saltam ante o olhar, de qualquer ser.
A inteligência imprime, esse bastante.
Quando sorvida inquietude,que é viver.


Nenhum comentário: