sábado, 26 de dezembro de 2015

CONCLUSÃO

Paixão, terna palavra calada tentando.
Aliciar uma harmonia, ao meu coração.
Quando fielmente, convencida vetando
Tristonho argumento, tão frívola razão.

Calando contudo, a voz enfraquecida.
Inundada em silêncio, canção pereceu.
Faltando coragem, faltando nossa vida.
Quando somente constato, faltando eu.

Mediante varredura, inventada ventania.
Espalhando para longe, qualquer segredo.
Quando uma história, tristonha  encolhia.
Desenrolando, desavenças, tanto enredo.

Entretanto  cortando,a permissão ofertada
Conciliando assim, conturbada  conclusão.
Simplesmente,esboçando tão  apaixonada.
Abatidos  preceitos, o indiscutível coração.

Nenhum comentário: