sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

EMOÇÃO

Quanta emoção, adentrando livremente.
Percorrendo, meus espaços sutilmente.
Compondo  lastro, imenso, compassado.
Seguindo o tempo, junto a mim, sentado .

Os dias clareiam, as concessões ligeiras.
Compondo assim, horas, tão passageiras.
Minha alma esperançosa, sempre aguarda.
O lindo sonho, que  livremente,  nunca tarda.

Todos esses, meus passos perambulantes
Aguardando milênios, décadas e instantes.
Tua imagem, representando, um conhecido.
Também esbarrando, seguindo tão distraído

Valendo, a emoção provocada, lentamente.
Assim eu  sinta, contudo, silenciosamente.
Apenas a emoção, marcando meu espaço.
Assim te amo, e da vida, esse amor eu faço.

Nenhum comentário: