sábado, 20 de fevereiro de 2016

SONHOS FEITOS


Sintonia e laço, uma navalha cortante.
O sempre costumeiro,ponto dianteiro.
Da corrente, elo partido, redundante.
Acintosa aleivosia, termo rente, aceiro.

Como montanha cristalina,lua escondida.
Sutileza angariada, uma luz,o sentimento.
Resvalada flutua,reverente,destemida.
Verdade esgalhada,uma pluma ao vento.

Quando a ética resume,revista fatos.
Á precisada verdade,quem sintetiza.
Comedimento explícito, simples e nato.
Ascendido vício,aleivosia abaliza.

Voltarei um dia, ao ponto, de partida.
Onde resumidamente, as soluções.
A partir destas, reconstruirei a vida.
Falando de sonhos feitos, e realizações.

Ao sonhar com a verdade,se carrega.
O peso de eterna e nua responsabilidade.
A esperança ascende,a mentira nega.
Porem,o sonho quando nasce,já é realidade.


Nenhum comentário: