segunda-feira, 7 de março de 2016

A ESTRELA DO MAR

Provada, saudade tamanha
Quando em simples momento.
Atravessando montanha.
Feito a lua em movimento.

Como uma estrela do mar.
Ou um perdido recado...
Insinuando doce sonhar.
Pela esperança regado.

O teu anel de brilhante.
Que passou de mão em mão.
Derreteu em um instante.
O meu pobre coração.

Sossegada noite brejeira.
Que passou bem devagar.
Floresceu a laranjeira.
Sem ser tempo de aflorar.

A montanha testemunha.
Encantada com o mar.
 Um lindo poema compunha.
Para o moço conquistar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário