terça-feira, 23 de agosto de 2016

CAMINHOS

Tristes caminhos levaram
Meu amor longe de mim.
Sequer também notaram.
Saudades e dores sem fim.

Caminhos,levam e trazem.
Carregando as emoções.
Inverno ou primavera jazem.
Em opostos dessas razões.

Quando viestes a mim.
Com esse olhar brejeiro.
Senti o começo. e o fim...
Também, amor verdadeiro.

A chegada,nos caminhos.
Provocam tantas alegrias.
Mas, como  redemoinhos.
Rodopiando em invernias.

Tuas palavras retocaram.
As minhas noites sombrias.
Que do silêncio transformaram.

Em tritezas,minhas alegrias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário