domingo, 7 de agosto de 2016

EXPLÍCITO

Serenamente, olhares sorriram.
Como minhas emoções, jamais viram.
Rapidamente entendendo, o peculiar.
Jeito explícito, tentando conquistar.

Tantas temporadas, sendo  assim.
Uma conquista constantemente , enfim.
Ruborizaram palavras ,após silenciando.
Quando pausadamente soletrando.

Cantados  todos os sonhos, melodia.
Vestindo tardes e noites, à revelia.
Saindo pelo olhar, eterna conquista.
Que precocemente, nem tão prevista.

A conquista, repara pétalas mortas
Flor viva, que esperanças comporta.
Continuamente,paulatinamente,assim.
Nasce amor, sem começo, nem fim.

Nenhum comentário: