domingo, 14 de agosto de 2016

SÓ PAI

Se os seus filhos, talvez soubessem.
Como sofrem os pais...
Quando estes, ás vezes se esquecem.
Quem mais sabe, e quem viveu mais.
                                                      
Ás vezes tantas, concordam os pais.
Com o coração, cortado dorido...
Preocupações estas, dentre as quais.
Está no centro, amado filho inserido.

Pai verdadeiro, nada mais é, que só pai.
Que acolhe aconselha, protege também.
Escreve sua história e longe vai.
Fazer tudo, pelos filhos que tem.

Esquece-se de si, e vive tão somente.
Para escrever, dentro do coração.
E pelos filhos, vive eternamente.
A fazer da vida uma oração.

Pai nosso, pai de todos os pais!
Esse nome cordato, de amor floresce.
Perpetuando a vida, como seivas vitais.
Que faz a esperança pulsar, em viva prece.

Que todos os pais do mundo, recebam.
O beijo da vida em seus corações.
Quão afortunados são,estes percebam.
Presentes,ou aqueles,de cumpridas missões.





2 comentários:

  1. Oi, amiga querida, lindo... pai é isso, é tristeza, é alegria, é luta, é descanso. E sempre preocupação!
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha,Tais,você em meu blog,me deixa feliz,uma escritora de teu calibre me é uma honra...Muito obrigada pela gentileza amiga!

      Excluir