sexta-feira, 2 de setembro de 2016

O CORAÇÃO E A FLOR

A flor nasce no pântano,sozinha.
E ninguém a vê reflorescer...
Tanta coragem, frágil florzinha.
Determinada a prevalecer.

E quando a tempestade arrasta.
As raízes profundas e fortes.
Para a florzinha,só basta...
Pequeno barranco,que a suporte.

Assim,nasce o amor,também.
Livre,corajoso, e feliz...
Brindando de felicidade, quem o tem.
Porém,se arrancado mantém a raiz.

Que pode brotar,ali,logo adiante.
Tendo a receita, de como se faz.
Consertando assim,a dor operante.
Basta um coração,e muita paz.

Nenhum comentário: