domingo, 13 de novembro de 2016

Á CADA FLOR

Ilustração da essência oriunda.
Divino dos  simultaneamentes.
Ciência Única e profunda.
Em  milênios recorrentes.

Humanidade em  apoucada.
Fronteira do discernimento.
Como Deus sobe a escada?
Espreitando os movimentos.

Outras vezes vem no vento.
Roçando nossas moradias.
No mais íntimo discernimento.
Abraçado pelas ventanias.

Inteligência impera  e guia.
Quando alegres,tristes, outrem.
Minutar de um novo dia.
Que  ao nosso encontro vem.



Pulsar das flores,dos viventes.
Delineando a eternidade.
Como anjos,  revoam rentes.
Sendo assim, vossa vontade.

Louvado seja Senhor Pai!
O Universo vós regeis!
A cada flor que ao vento vai.
Broto inovado edifiqueis.






Nenhum comentário:

Postar um comentário