terça-feira, 22 de novembro de 2016

MUITO MAIS

Muitas estrelas, um mesmo céu.
Que jamais mudam de lugar...
Chuvisco quarado, fino véu.
Lunetas feito ,constelação estelar.

Teus olhos, quase articulam tudo.
Porém ,teu coração resguardado.
Assim, as vezes, até me iludo.
Com esse olhar, de brilho incrustado.

Semelham acanhados pirilampos.
Oscilando a delicada vivacidade
Perambulam pelos meus campos.
Em pensamento, sonho e saudade.

Uma abóboda, curvado horizonte.
Evanescendo feito, o sol partindo.
Tuas retinas, quais águas da fonte.
Assim, em um mar, se esvaindo.

Olhos de irrigações vertentes.
Que sempre relatam muito mais...
Pérolas nítidas e transparentes.
Aventuradas em lindos vitrais.



Nenhum comentário: