quarta-feira, 30 de novembro de 2016

SE ASSIM PUDER

Quando o tempo passar,ainda mais.
Recorrente sensação permanecerá forte.
Contaremos as histórias,firmes reais.
Aquelas verossímeis,tangendo um norte.

Que foi aguçado,pelos  gélidos ventos.
Abrindo as portas,que já entreabertas.
Ungindo  de amor os bons sentimentos.
Grafando as páginas,deixando abertas.

E o tempo,será como um semeador.
Abrindo fronteiras já percorridas.
Estipulando no feito referido valor.
Relendo palavras também proferidas.

Quando o tempo,der tempo ao que resta.
Simplesmente ,os nossos sonhos esporemos.
Estendendo a vida,faremos uma festa.
Tardes claras,com tons leves  pintaremos.

E quando o amanhecer se distanciar.
Desejaremos  boa viagem, a quem vier.
Nós certamente,como duendes a viajar...
Viraremos estrelas,á noite, se assim puder.


2 comentários:

Tais Luso disse...

Oi, querida amiga!! Vi sua atualização e vim dar uma espiada na inspiração! Como sempre bela.
Beijo, amiga! Lhe enviei e-mail, acho que você não notou.

Izildinha Renzo disse...

Obrigada pela gentileza minha querida e amada escritora.
Beijo!