terça-feira, 21 de março de 2017

MORTALIDADE

Exemplificar o eternamente.
Jamais compete, a qualquer ser.
Mas, nós cremos piamente.
Nenhum ensejo a desmerecer.

As estrelas do firmamento.
Uma lua postada na vastidão.
A poesia expressa o momento.
Imortaliza a compreensão.

  A vida tem um encanto.
Tão difícil de aclarar.
E mais encanta portanto.
Quando segredo a desvendar.

Uma renúncia, a mortalidade.
A exibição, de tanta pureza.
Simplesmente uma raridade.
A vida compondo certeza.

Nenhum comentário: