sábado, 8 de abril de 2017

TÃO DISTRAÍDOS

Arrasto  beijos, no sonho meu.
Assim, sobrevivo, dias lentos.
Amor, simplesmente ofereceu.
Beijos absortos, corações atentos.

Curvado horizonte, achamos.
Emoção, feito tarde unificada.
Tentamos fugir, nos vedamos.
Escalamos os degraus da escada.

Teus beijos, levados ao vento.
Soltos e livres, em transparência.
Uma vidraça, meu pensamento.
Quanto conjuga tua inocência.

Lindos sonhos, beijos diários.
Longínqua escrita página nova.
Esperança, um leve fadário.
Cede ao amor, assentada prova.

Nenhum comentário: