quarta-feira, 27 de junho de 2018

JEITO SIMPLES DO AMOR

O amor em sua extensão, nunca cabe.
Dentro de um coração , tão apertado.
Só quem ama, e sem pretensão, sabe.
O importante, não se mantém fechado.

Basta, que importe sensações raras.
Que deitado no limite, das limitações.
Amor tem determinações, bem caras.
Que tão diferente, de todas as razões.

Preciosidades, guardadas impelem.
Fugirem pelos erros, aliviando a dor.
Almas amorosas, as prisões repelem.
Pois estas estão, onde colocado amor.

Amor despertado, jaz como um astro.
Que se expõe livremente, e intocável.
Depois esconde, um brilho no rastro.
Jeito simples, a relembrar, tão amável.

Nenhum comentário: