quinta-feira, 14 de junho de 2018

TOADAS

Quando as lindas paisagens.
Revelando umas soberanias.
Doces sopros, leves aragens.
Acendendo luzes em poesia.

Lindas tardes dissipando cores.
Manhãs deparadas esperanças.
Conjugação floreando com flores.
Assentada e mística temperança.

Entretanto, nas cidades ornadas.
Pelas árvores, trazidas campinas.
Parecendo donzelas encantadas.
Com sorrisos pueris de meninas.

Empurrando  luar, quando vem.
Marcando a outra, bela estação.
Graça estupenda, cabal á quem.
Tocando as sístoles, do coração.

Assim, som divino habitua expor.
Circulares graças e permanentes.
Eternizando como a voz do amor.
Toadas milenares tão recorrentes.

Um comentário:

Trevor Perez disse...

?I used to be very happy to find this net-site.I wanted to thanks in your time for this glorious read!! I undoubtedly having fun with each little bit of it and I have you bookmarked to take a look at new stuff you blog post. casino bonus