quarta-feira, 4 de julho de 2018

ABRAÇO

O teu abraço, mormaço  intenso da luz.
Passeando pelos corpos, feito amizade.
Tão displicente, porém, sempre produz.
Amor irrestrito, lavrado em sinceridade.

Como aura brilhante, abraça o fadário.
Pensamento abraçando, feito o esteio.
Dentre a essência, circundando erário.
Agraciando a vida,  leveza sem receio.

Arco íris, abraçando espetacularmente.
Onde no horizonte, Céu abraça a Terra.
Dentre o fruto doce, abraçada semente.
O abraço, abrolhada vida nova, encerra.

Teu abraço,  vindo  num vento cortado.
Acalora  inverno frio, em uma epiderme
Eu conhecendo , pelo barulho delicado.
Balouçar como anjo,no  sono concerne

O enlace materno, para ensinar, o toque.
A lisura sabendo , adubando  amizades.
Em cada íntimo, o festivo desemboque.
Palpitando longe, abraçada  a amizade.

Abraçando as minhas palavras, também.
Simbolicamente, mas, regradas de amor.
Caloroso abraço, como uma nuvem vem.
Chuva de queda livre numa alma de flor.

Nenhum comentário: