sexta-feira, 13 de julho de 2018

DEFINIÇÃO

Estrelas cadentes, riscando em traços.
Pálidos, serenos, como  noite também.
Mudando de lugar,um rápido estilhaço.
Iluminando as estrofes, os versos vêm.

Repousando a lua, asseada noite clara.
São dois cílios dormidos, entreabertos.
Resmungos da rua, o crepúsculo vara.
Contigo semelha , dois olhos espertos.

Iluminado pensamento, notada  poesia.
Contemplando o céu, muitas rimas vêm.
Amor sendo sempre,vozes da nostalgia.
Dentre o toque profundo, a noite o  têm.

Como voz silenciosa, provocado atrito.
Um grito no tempo, um marcado alinho.
Requerido destaque, e sempre restrito.
Circulando  sonho, como novo caminho.

Permanece riscada,  uma rima cadente
Deixando um risco, dentre a  imensidão.
Poeta marcado,como alma tão contente.
Viajando numa noite, em outra definição..

Nenhum comentário: