quarta-feira, 1 de agosto de 2018

EXPLANAÇÃO

Para eternizar, como a canção tardia.
Aos sentimentos, agora indesejados.
Feito ventania, tudo permeia e esfria.
Entendendo avesso, do triste recado.

Encantos tecidos, devagar  fugiram.
Podendo  jamais, encontrar tal razão.
Enquanto, meus sonhos permitiram.
Igualmente, a insinuada  separação.

A lua mostrando, imensa explanação.
Viajantes astros, noturnas das  festas.
Vastamente, apontando uma canção.
Uma  sombra sumindo, pelas frestas.

Adeus, meus sentimentos distraídos.
Quando amando, apenas eu reportei
Também adeus, meus anos perdidos.
Portanto olvidar, o amor,eu jamais sei.

Levando as nobres sementes, das flores.
Feito semeaduras, aos ventos largando.
Como um horizonte, mudando de cores.
Um canteiro, e meu coração,explanando.

Nenhum comentário: