terça-feira, 29 de maio de 2018

PRUDENTE

O amor, sentido intenso absoluto.
Jamais, partindo em plena solidão.
Repartindo sempre ,como a razão.
O prudente nascido ,o bendito fruto.

Amor ensina, recolhendo as flores.
Regando á lágrimas ,rios vertentes.
Eximindo vai, egoísmos eloquentes.
A pluralização, igualando os valores.

.Ensina assim, dividindo a atenção.
Majorando a certeza, para um  bem.
Inteiramente, vai vencendo também.
Enquanto livremente, remitida traição.

O amor, asseando valas, planta pois.
Sábio escolta sozinho , também feliz.
Rebatendo o mal ,erradicando a raiz.
Mas, jazendo, vai amando por dois.

Só no amor, advertindo lindo luzeiro.
Aludindo amar, o coração  alterando.
Evitando  ver ,eterna  luz  apagando.
Acendendo fulges, no coração inteiro.

Nenhum comentário: