segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

NOS RECORDANDO

Quanta saudade senti,contudo.
Antes sentir saudade,que jamais.
Ter no amor,um assunto a mais.
Que se desembrulha,diante de tudo.

O tempo,as divisões, e ocupações.
Envolveram os dias,tão distantes.
Uma linha, entre o depois, e o antes.
Mas,tudo sempre vira,recordações...

As palavras,de silêncio,feitas...
Tanto tentaram,uma explicação.
Um certo cansaço,uma nova noção.
Reinventando,as mesmas receitas.

Enfim,inventamos o tempo passando.
E o tempo,resolveu nos reinventar.
Dia após dia,longe, ou no mesmo lugar.
Aqui estamos nós,nos recordando...


Nenhum comentário: