segunda-feira, 21 de março de 2016

UM TOQUE

Sentindo arrepio,o vento oscula.
A pele que ainda,guarda o verão.
A tarde também,um tempo estipula.
Compondo os repiques,da sensação.

Um raio de luz,cobre a calçada.
Antecipa uma,ou qualquer saudade.
Assim,caminhando,e tão parada.
Reflete um toque,em, toda cidade.

O vento cochicha levando a flor.
Que foi esquecida,na primavera.
Tardiamente,em atordoado torpor.
Fala de sonhos,saudade impera.

Algo me diz,e tão nitidamente.
Quando tocando, meus sentimentos.
E uma lembrança,já diferente.
Insinua na vida, felizes momentos.

O toque de outono,adeus ao verão.
Ainda resquícios,de primavera.
Vestindo um misto, de cores se vão...
Assim quando a vida,caminha e reitera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário