quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

CANÇÕES

As estrelas no céu imitam amores.
Inspiram canções a se repetirem.
Como o teu olhar, lindos refletores.
Vazantes de brilho á expandirem.

Quando em estrelas, expões recados
Ordenas saudade, olhar para cima.
.Borrifas com lume, colocas brocados,
Uma constelação, em verso e rima.

Cai uma estrela, em teu caminho.
Alocando neste, minha saudade.
Tua lembrança em redemoinho.
Mitigando as luzes, da felicidade.

Quando chove saudade, desse olhar.
Lágrima jorra, tais quais brilhantes.
Longínqua esperança a ressuscitar.

Captadas as canções equidistantes.

Nenhum comentário: