sábado, 1 de agosto de 2015

VIDA BELA

Descansas tu, em meu universo
Deixe-me sorver, esse mel silvestre
Em meus sentidos, ficas imerso
Eu, minhas palavras campestres.

Atendes, inexatos e sinceros desejos
E ilumina toda minha mansidão
Em sofreguidão desses teus beijos
Essa taça, brinda-me de coração!

Cala-me, suavemente,ao teu jeito.
Como queres, que eu te entenda
Põe emoções, em meu peito.
Até que, totalmente me renda.

Jamais desobedeças,quando amor
Ardentemente, vem nos conduzir
Soma de corpos, fusão do calor.
Momento sedento, a se repetir.

Ganhas espaço, em minha alma
Tocas de leve, este meu coração
Mostre-me, sonolenta e calma.
Paz de um leito, dentre ebulição...

Aconchegante, me faça dormir
Até que o sol , em nossa janela
Ao amanhecer, o amor a insistir.
Convencendo,que a vida é bela.



Nenhum comentário: