quarta-feira, 18 de maio de 2016

UM RECOMEÇO

Sempre, um maternal traço.
Mesmo ante, ausentada luz.
Boneca,embalada no braço.
Como Maria embalou Jesus.

 Embalado, sonho qualquer.
                    Recomeço feliz, acalentado.                  
Sonha, representada mulher.
Assumindo,esse doce legado.

Assevera uma continuidade.
Trazendo alguém ao mundo.
 Carregando no colo, alacridade.
Ninado amor, sonho profundo.

Vestindo luz,também coragem.
                             Para abraçar, delegando vida.                             
Dando início,uma doce viagem.
Recomeça quando,esta nascida

Uma onda abraçando um ser.
E uma santa, quando evapora.
Um legado,para um entender.
Recomeçando, e indo embora.

Nenhum comentário: