sexta-feira, 2 de setembro de 2016

CAPÍTULOS



Apenas, sonhei contigo,aonde andei.
Quando sonhar,tornou-se capaz.
Aqueles livros invisíveis, que editei.
Espalhados capítulos,o sonho traz.

Eu sonhei contar tudo,sobre mim.
Guardando as lágrimas engavetadas.
Porque ninguém,as entenderia, assim.
Entenderiam,só histórias contadas.

O meu pensamento navega distante.
Basta apenas,tu te ausentares,então.
Fundem-se o escasso e o bastante...
E eu sem rumo,norte dentre fusão.

Quanto sonho contigo,em dias.
Árduos,onde o sonho fica ausente.
Escondido entre correrias...
Se dilatando,perante o sol quente.

As pedras dos elevados, esverdeadas.
Durante os milênios e seus segredos.
Inventam inspirações, que acordadas.
Refletem encantos, e também os medos.

Mas sonhei contigo,sonho verdadeiro.
Que ás vezes,até sonhei acordada...
Quando embrulhados, em um nevoeiro.
O sonho me pôs, em tua estrada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário