domingo, 10 de junho de 2018

ALCUNHADO

Assim como, sentindo a tua presença.
Pertinente, também tanto verdadeira.
Vem chegando ,em limitada  crença.
Esbarrando logo,em minha trincheira.

Controvertidas  logo, razão e emoção.
Redarguindo depressa, enquanto tu és.
Habitando e vivendo, em meu  coração.
Contudo  esmagando, com os teus pés.

Representada, autêntica presença, fato.
Contudo admitindo,uma ausentada ação.
Expressões bem contornadas , eu acato.
Contrariando meramente, pobre  coração.

Como, um vaporoso anseio  consentindo
Conduzida continuamente, por um fadário.
Encarecido sentido, e contínuo  advertindo
Andamento recorrente, alcunhado calvário.

Assim, eu comumente afiançada perdida.
Grafando uma página, para uma verdade.
Escapulindo a terrificada, mentira repetida.
Atinando num ponto elevado, na felicidade.

Nenhum comentário: