terça-feira, 26 de junho de 2018

ENREDO

Expressivo momento delicado.
Rogativa ,ressalve abençoado.
Uma lareira derretendo o gelo.
O teu retorno, em  meu apelo.

Vida a parodiar, vem esconde.
Suavidade , e sem saber onde.
Previsto anseio, dentre  calma.
Procura curar,a ferida da alma.

Insistências., conexos  avisos.
O bem, o esperado improviso.
Teimosia, ledice a desvendar.
Página pronta , para  publicar.

Mesmo, sentimentos ao meio.
Aliciando algo, curioso anseio.
Tão estranha ,tal simplicidade.
Mas,no sabor,quanta vontade.

Perfume refletindo vivas flores.
Lacuna, nunca cultiva amores.
Um anjo ,sempre um segredo.
A invasão, abraçando  enredo.

Nenhum comentário: