terça-feira, 5 de junho de 2018

INSTANTE

Uma saudade, uma gotinha, regando tua imagem.
Desenhada na imaginação,imprudente miragem.
Escrevendo só saudade, dentro de meu coração.
Mesmo junto  comigo,ainda resta uma sensação

Sentindo,assim  antes, tencionada então procurei.
Apaixonados termos ausentes, tanto eu  demorei.
Uma gota de saudade, regando meu sonho mudo.
Entusiasmo, alegria,encontrando  depois de tudo.

Saudade arremessado adeus, despontando leve.
Incorporando tal  sensação, numa ausência breve.
Revelando contíguo tanto, quando regando uma flor.
Instantes, apenas saudades, revelando meu amor.

Uma gota, o suficiente, o inegável,o veneno letal.
Abandonada numa sensação,de corredeira fluvial.
Enquanto um pensamento, passeando te procura.
Abrangendo meu mundo,instante e sua espessura.

Nenhum comentário: